Leitores

terça-feira, 6 de outubro de 2009

O Código de Vênus

Poucas coisas neste mundo me assombram tanto quanto o “nada feminino”. Não é de hoje que sabemos que quando uma mulher afirma que nada está acontecendo há algum evento de proporções apocalípticas por vir. Quando uma mulher gritar “Nada!Nada!”, a melhor coisa é nadar mesmo, pois aí vem um tsunami.
Na tentativa de desvendar os mistérios que há por trás deste código de Vênus, criptógrafos renomados e cientistas de várias áreas se uniram e desenvolveram métodos revolucionários de tradução. Para que os mesmos não fossem acusados de machistas, as experiências foram feitas com ratinhos de laboratório. No início, não foi percebido qualquer resultado conclusivo, mas, depois de injetarem hormônio feminino nos pequenos roedores albinos, os testes foram reveladores:
Nada = Tudo!
Nada + cara séria = Adivinhe!
Nada + cara de raiva = Você sabe muito bem! Deixa de ser cínico!”
Nada + suor na testa = Eu estourei o limite do cartão de crédito de novo...
Nada + lágrimas = Eu assisti Titanic pela enésima vez...
Nada + sorriso = Estou grávida!
Nada, querido = Nossa filha está grávida.
Nada, amor = Estou te traindo.
Nada, amorzinho = Estou te traindo com seu melhor amigo.
Nada, amorzão = Estou te traindo com seu pai.
Nadinha = Minha mãe vai passar o final de semana aqui em casa.
Nada de mais... = Aquele arranhão que dei em seu carro deu perda total...
Custou quase nada = Foi parcelado a perder de vista.
Nada, por quê? = Eu planejei tudo tão bem, como você descobriu?
Nada + biquinho = Briguei com meu namorado.
Nada + cuspe no chão = Briguei com minha namorada.
Nadaaaaaaaaaaaaa!!! = Não lembro onde guardei meu Prozac!!!
Nada + surto psicótico = Cólica mestrual.
Nada não = Indecifrável. Esse pleonasmo enfatizando a inexistência de qualquer coisa é um enigma inquebrável. Nestes casos, aconselha-se observar todos os detalhes ao redor e reagrupar as informações como um complexo quebra-cabeça. É possível que a verdade jamais seja revelada.
Aproveito a oportunidade para informar que nenhum animal foi maltratado nesta experiência. Alguns ratinhos até subiram de carreira e hoje desfilam com bolsas de griffe. As esposas dos cientistas também garantem que eles NADA sofreram.

3 comentários:

João Berkel disse...

Esse post podia tranquilamente ser enviado como e-mail, e faria muito sucesso! Basta acrescentar que não acontecerá nada com quem deixar de enviar.

Saudações Joe

Jefferson de Morais disse...

Muito hilário! rs
Concordo com Gio.
Gostei muito do post!
Abraço.

Christopher disse...

put... caraca nos poderiamos ver tb quis "nada" a galera q segue o HorizonteHostil jah perenciou em sua vida.

show
abraço
XumboX!