Leitores

sábado, 2 de maio de 2009

O Referendo do Fogo

Há milhares de anos atrás, um ancestral do homem moderno teve a infeliz idéia de esfregar dois gravetos e, assim, descobriu o fogo. Foi aí que a loucura começou. No início, o fogo se fez bem útil afastando os animais, cozinhando os alimentos, nos aquecendo no frio... Mas o fogo também se revela um elemento extremamente perigoso e destrutivo. Alguém deixou um cigarro acesso na lixeira. Um curto-circuito numa instalação elétrica mal feita. Moradores de uma favela, revoltados com a ação imprudente da polícia, ateiam fogo em ônibus. Professora da rede pública, revoltada com o baixo salário, banha-se de álcool e põe fogo em si mesma em sinal de protesto. Incêndios que destruíram a vida de milhares de pessoas!A culpa de tudo isso é do fogo! Consciente disso, o Governo promoveu um referendo para a população decidir se é contra ou a favor da COMERCIALIZAÇÃO DE PRODUTOS INFLAMÁVEIS E DE COMBUSTÃO. Grupos se mobilizaram para defender suas teorias. Grandes formadores de opinião, como as redes de televisão, entraram no jogo levando em conta as vantagens que iriam alcançar. A classe artística não queria sua imagem associada às mortes provocadas pelo fogo e apoiaram a proibição do mesmo.
Por fim, o bom senso prevaleceu e o fogo foi finalmente proibido!As coisas não foram fáceis no início. Todos tiveram que se adaptar a esta nova realidade. A comida era aquecida com energia solar. Os carros passaram a funcionar com Coca-Cola. Várias indústrias fecharam. Isqueiros entravam clandestinamente pelas fronteiras. Houve um significativo aumento na criminalidade. Saudosistas eram punidos por apologia. Escoteiros eram presos por formação de quadrilha (pegos em flagrante com uma caixa de fósforos dentro de uma floresta).A confusão continua, Mas, felizmente, nunca mais ouviu-se falar de pessoas que morreram pela ação do fogo. Viva a democracia!!
Dias atrás, um motorista drogado atropelou e matou uma senhora idosa e seu poodle. A população indignada começou a furar os pneus dos carros que estavam estacionados perto do local do acidente. A culpa era da maldita roda que atropela milhões de pessoas por ano em nosso país! Um novo referendo estava por vir!Fogo... Roda... Putz! Só podia mesmo ser coisa de gente primitiva!

Um comentário:

Alessandro disse...

hahahahahaha!!! Puts! Porra, fui cortar o pão distraido e agora estou com um corte horrivel no meu dedo que tá doendo pacas.. pqp! Quem inventou essa maldita faca?!
Muito foda Cliver!